sexta-feira, 1 de maio de 2015

TEXTO, GÊNERO E DISCURSO

TEXTO, GÊNERO E DISCURSO: DEFINIÇÕES
FONTE DA IMAGEM: pt.wiktionary.org

* Texto: Unidade material discursiva e que apresenta potenciais de sentidos. Os sentidos do texto não lhe intrínsecos, pelo menos não em relação exclusiva à sua materialidade, mas seus sentidos revelam-se nos contextos em que são produzidos e nos contextos em que são socializados. O texto em sua materialidade é uma sequência de períodos organizados hierarquicamente que carregam em seu conjunto coeso e coerente as intenções de quem os produz e que destinam-se àqueles que com ele mantém contato. Tais elementos (coesão e coerência) determinam seu aspecto cognoscível e portanto sua função comunicativa.

* Gêneros: Os gêneros constituem formas prontas, receptáculos textuais que apresentam similaridades estruturais e que destinam-se adequadamente à veicular tipos específicos de comunicações escritas. Os gêneros, assim como os textos são determinados historicamente e socialmente.

* Discurso: O discurso manifesta-se nos textos e estes materializam-se em gêneros ideais para as intenções discursivas. É o discurso que traz sentidos aos texto. Sem o discurso, que é a manifestação histórica, social e ideológica que materializa-se no texto, este não adquire sentido. No ensino da língua, e particularmente com os gêneros, é preciso transpor a mera materialidade do texto e as similaridades dos gêneros, evocando ao texto sua função social, sua relevância, suas intenções comunicativas, ressaltando portanto aquilo que lhe traz sentido, significação e contextualização: o discurso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opinião:

Translate