sexta-feira, 1 de maio de 2015

QUESTÕES SOBRE DISCURSO, LEITURA E ESCRITA


       REFLEXÕES DOCENTES

FONTE DE IMAGEM: pt.slideshare.net


A noção de sujeito e de heterogeneidade linguística na visão da análise do discurso.

   O sujeito possui papel central na análise do discurso. Muito embora não o faça de forma explicita,  é de seu papel em carregar em si o discurso que se extrairão as ideologias expressas na mensagem e percebidas pelo leitor. Além do discurso propriamente dito, o sujeito expressa as características histórico-sociais que darão sentido ao conteúdo ideológico de sua fala. Não é o sujeito o centro de seu discurso, mas o conteúdo implícito e inconsciente que traz em sua mensagem.
   A linguagem é um fenômeno heteróclito e heterogêneo de forma que, se o discurso se manifesta através da linguagem, ele também é heterogêneo. Desta constatação podemos inferir que o discurso não é um enunciado isolado em sua construção. No discurso estão envolvidos agentes múltiplos que alimentam o discurso resultando sempre numa produção coletiva. Quem emite um discurso emite-o para alguém, que por sua vez influenciou em sua produção, mesmo que inconscientemente. Além disso há que se considerar os condicionantes histórico-sociais que só podem ser pensadas enquanto produtos da coletividade humana. Todo discurso é múltiplo e heterogêneo. Não há discursividade isolada.


O conhecimento linguístico e conhecimento enciclopédico e sua importância na prática de leitura

   O conhecimento linguístico refere-se ao domínio das normas de escrita e construção textual assim como do léxico adequado aos propósitos comunicativos. O conhecimento enciclopédico refere-se às experiências de vida acumuladas e que enriquecem os textos em seus aspectos intertextuais e inter discursivos.
   Os dois aspectos citados são de extrema importância na atividade de leitura tendo em vista que o texto é um todo formado a partir de condicionantes histórico-sociais e clareza de informações conseguidas através de um bom domínio da língua escrita. Para o escritor e leitor esses fatores determinarão respectivamente a produção e a leitura de qualidade.
  

Relação entre coesão e coerência e sua importância para o ensino de escrita.

   A coerência é a relação harmônica entre as informações trazidas no texto e que deve reger o pensamento do escritor no momento da produção textual. Exige de quem escreve uma certa maturidade no sentido de se ter em mente, de forma clara, o que se quer dizer, a melhor forma de escrever o dito e os argumentos que darão sustentação às declarações. A coerência manifesta-se no texto sob três aspectos: Coerência sintática - Correta utilização dos termos sintáticos na construção frasal. Seu mau uso compromete a coerência semântica obstruindo o entendimento do texto. Coerência semântica -  Refere-se aos conflitos oriundos de escolhas erradas de termos e seus respectivos significados. Coerência estilística - Expressões inadequadas em relação ao nível do texto e leitores a que se destina o texto.
   A coesão é um entrelaçamento das idéias trazidas no texto e que servem para "amarrar" o texto possibilitando ao leitor uma ideia de continuidade da mensagem trazida. A coesão tem o poder de prender o leitor ao texto e realiza-se através dos seguintes processos: Referência - Citação de elementos presentes no texto. Substituição - Citação repetida dos elementos do texto através de pronomes, numerais, conjunções, locuções, advérbios, etc. Isso evita a monotonia do texto. Alguns recursos coesivos muito utilizados são: Elipse: Omissão de um termo facilmente inferível na leitura; Conjunção: Uso equilibrado dos conectivos; Coesão lexical: Reutilização de palavras no texto substituindo por palavras sinônimas ou frases com o mesmo sentido.
   A coesão e a coerência são ferramentas indispensáveis no aprendizado da construção textual. Podem ser adquiridas através de sistemática leitura e análise de textos bem como da produção textual acompanhada e orientada pelo professor. A coerência dá sentido argumentativo ao texto. A coesão dá unidade e clareza ao enunciado. Sem ambas compromete-se a qualidade textual e a compreensão da mensagem. 

Jorge Luiz
11/08/2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opinião:

Translate